Operação Lei Seca recupera moto roubada e prende suspeito na Zona Norte

DETRAN/RN

O trabalho ostensivo e preventivo realizado pelos policiais da Operação Lei Seca do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) conseguiu na noite dessa segunda-feira (20) recuperar uma motocicleta com queixa de roubo e deter o suspeito do delito, que chegou a efetuar disparos de arma de fogo contra a guarnição. A ação se deu durante patrulhamento realizado no bairro de Lagoa Azul, na zona Norte da capital.

De acordo com informações repassadas pelo coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Francisco Flávio dos Santos, os policias realizavam abordagens a veículos e pessoas quando uma motocicleta entrou na rua onde acontecia a fiscalização. Nesse momento, o condutor percebeu a presença dos policiais, abandonou o veículo e partiu em fuga a pé. “O suspeito foi perseguido, inclusive chegou a efetuar disparos de arma de fogo contra os policiais, mas após o cerco e as buscas realizadas, o indivíduo acabou sendo localizado e preso”, contou.

Durante a perseguição, o suspeito chegou a invadir residências e saltar muros na tentativa de escapar da ação policial, porém não teve êxito. Os policiais conseguiram identificar o proprietário da motocicleta roubada que veio ao local e reconheceu o suspeito como um dos dois integrantes que anunciaram o assalto e tomaram a moto na mesma noite, na cidade de Extremoz. A vítima contou ainda que os bandidos estavam num automóvel modelo Ecosport e portavam armas de fogos no momento do roubo.

Os policiais da Operação Lei Seca conduziram o detido a Delegacia de Plantão da Zona Norte onde foi registrada a prisão em flagrante delito. Em seguida, a motocicleta foi devolvida ao proprietário, que agradeceu a ação eficiente das guarnições da Operação Lei Seca.

O serviço de patrulhamento ostensivo preventivo é uma medida tomada pela Direção Geral do Detran em acordo com a Coordenação da Operação Lei Seca. O plano é de além de combater a mistura ilegal de álcool e direção, contribuir com a segurança pública inibindo crimes.

 

Leia Mais

NO DIA DO FOLCLORE, MUSEU DJALMA MARANHÃO FESTEJA 10 ANOS COM VISITAÇÕES GUIADAS EM DOIS TURNOS


 

O Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão, que completa 10 anos nesta quarta-feira (22), estará com visitações guiadas nos dois períodos dentro das comemorações do Dia do Folclore. O Museu de Cultura Popular, construído pela Prefeitura do Natal em 2008, funciona na Praça Augusto Severo, no espaço da antiga rodoviária da Ribeira. As visitas monitoradas estarão disponíveis a partir das 9h. A entrada é gratuita.

O Museu leva o nome do maior incentivador da Cultura Popular, Djalma Maranhão. Desde 2008 o espaço reúne mais de 400 trabalhos em galerias com exposições permanentes. É o único museu do Estado voltado para a Cultura Popular e dispõe de 200 horas de conteúdo virtual, textos informativos e acervos que circulam por todas nossas tradições, do boi de reis ao fandango, da chegança ao congo.

O Museu de Cultura Popular foi fruto do trabalho de uma equipe multidisciplinar que mapeou todas as nossas tradições, o teatro de bonecos,  o João Redondo, Dança de roda e o boi de reis, artesanato e suas peculiaridades integradas de forma a contemplar as diferentes categorias da cultura genuinamente popular.

O Museu está situado num sitio histórico de relevante valor para a história da cidade do Natal, o Bairro da Ribeira, onde estão o Teatro Alberto Maranhão, sede do IPHAN, antiga Escola Doméstica dentre outros bens do patrimônio arquitetônico da cidade do Natal.

Dia do Folclore, dia 22 de agosto

Aniversário de 10 anos Museu de Cultura Popular Djalma Maranhão

Visitação monitorada a partir das 9h

Entrada gratuita

Local: Praça Augusto Severo

Leia Mais

Mulheres cobram vagas para filhos em creches no RN

Crédito da Foto: Ney Douglas
O direito é garantido por lei, mas várias mães do Rio Grande do Norte ainda não têm acesso a vagas para os filhos nas creches públicas. Em audiência pública realizada na manhã desta segunda-feira (20), o tema foi discutido e do Poder Público uma medida capaz de sanar o problema de déficit de vagas na capital potiguar e também no interior. Para os participantes da discussão, a ampliação na oferta de vagas em creches é uma condição primordial para o desenvolvimento social no estado.

Durante a audiência, dados a ocupação das creches foram apresentados. Um relatório de monitoramento das metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação, divulgado em junho deste ano pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apontou que mais de 118 mil crianças potiguares estavam fora das creches ou escolas em 2016. Os números mostram que o Rio Grande do Norte ainda está longe de atingir a meta 1 do plano, que prevê pelo menos 50% do público dessa idade matriculado nas instituições de ensino até 2024. Atualmente, são 33,4%.

No entendimento dos participantes do debate, a defesagem no número de vagas também é reflexo da paralisação da construção de creches e pré-escola através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) do governo federal. Segundo dados disponíveis no portal do PAC, com dados atualizados até 31 de dezembro de 2017, dos 42 municípios potiguares que apresentaram projeto para construção de creches, apenas 7 concluíram obras. A situação nacional das obras financiada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é alarmante: Das 7.453 obras de escolas e creches públicas financiadas pelo fundo, 29% estão paralisadas e 17% atrasadas, segundo um levantamento do portal Transparência Brasil. Obras que representam investimento de mais de R$ 100 milhões.

Entre falas de autoridades no assunto, a estudante da UFRN Waleska Maria Lopes, que foi retirada da sala de aula por levar a filha de cinco anos para o local, em março desse ano, falou sobre sua situação. Sem emprego e com dificuldades em conseguir uma creche para deixar a filha, ela relatou aos presentes à audiência que não tinha alternativa no episódio, se não levar a filha para a creche. “Se eu tivesse onde deixar a minha filha, eu não teria levado à aula”, explicou.

De acordo com a jovem, é preciso que o Poder Público atue para fazer com que a lei seja cumprida e as mães tenham um local adequado para deixar os filhos nos momentos em que estão no trabalho ou em aulas. Porém, segundo Waleska, a realidade ainda não é essa para várias famílias, principalmente as que não têm condições financeiras para pagar por creches privadas. “Eu tenho a sorte de ter um companheiro que me ajuda, que agora está ficando com minha filha enquanto estou na aula, em alguns momentos, mas várias mães, atualmente, não têm outra opção, se não levar as crianças junto ou recorrer à rede de apoio de outras mulheres”, disse.

Presente no encontro, a presidente da Confederação das Mulheres do Brasil, Gláucia Morelli, disse que é preciso que ocorra a união em prol da resolução da situação. Para ela, não há melhor momento do que um ano eleitoral. “Eu queria agradecer pela presença de todos e saio daqui com o coração leve, porque, como disseram, é momento de muita aliança e de muita unidade para juntar forças. Temos que aproveitar, ir para as ruas, e mostrar que essa situação das creches não pode continuar como está”, disse.

Leia Mais

Nota de Pesar do Governo do Estado

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL – ASSECOM

NOTA

Natal (RN), 15 de agosto de 2018.

Vivemos uma guerra. Uma guerra sem tréguas. Todos os dias, milhares de policiais saem de suas casas para enfrentar o crime organizado, o tráfico de drogas e as facções criminosas. Todos os dias prendemos bandidos, desmontamos quadrilhas e exercemos a força da lei e do Estado. Hoje, durante mais uma ação contra o crime, perdemos mais uma vida. A vida de mais um jovem. Mas o crime não vai nos vencer. O crime que toma conta do país, e que aqui se instalou, não vai vencer o Estado do Rio Grande do Norte. Com toda a dor de quem é mãe, mulher e policial, quero aqui dizer que vamos lutar com todas as nossas forças, erguer nossas muralhas e aumentar ainda mais a nossa energia. Em honra ao jovem de hoje e aos potiguares que pereceram nesta guerra e que não conseguimos proteger em sua plenitude. O crime não terá trégua. Não vai me vencer. Não vai vencer as polícias do RN. E não vai vencer um estado inteiro de cidadãos de bem.

 

Sheila Freitas.

Secretária de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte.

Leia Mais

Nota de Pesar da Assembleia do Povo

Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação
Nota Assembleia RN
15.08.2018

O Poder Legislativo do Rio Grande do Norte lamenta o falecimento do jovem Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior, filho do servidor licenciado do legislativo estadual Benes Leocádio, e solidariza-se com toda a sua família.

Em nome dos servidores, dos deputados estaduais e do presidente, Ezequiel Ferreira de Souza, a Assembleia Legislativa abraça seus familiares e amigos e roga a Deus que conforte os seus corações neste momento de dor.

Palácio José Augusto
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Leia Mais

Nota de Pesar da deputada Zenaide Maia

NOTA DE PESAR

Recebi com perplexidade a notícia da morte do jovem Luiz Benes Leocádio Júnior, filho do amigo e ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio, na tarde de hoje. Um jovem de 16 anos, vítima da violência desenfreada em nosso Estado.

Que Deus conforte seus familiares e amigos nesta hora de dor. Meus sentimentos a toda família.

Zenaide

Deputada federal.

Leia Mais

Nota de Pesar do deputado Ezequiel Ferreira

Abalado em todos os aspectos imagináveis venho externar minha dor e solidariedade ao amigo Benes Leocádio que passa por tamanha provação ao lidar com a tragédia de perder um filho.

Meu amigo. Meu irmão. Sofro com você, sofro com sua família. As famílias do bem, o povo potiguar e os servidores do legislativo estão de luto.

Força Benes!

Ezequiel Ferreira
Amigo e presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Leia Mais

Operação Lei Seca emprega policiamento ostensivo na Zona Sul de Natal

DETRAN/RN

Policiais da Operação Lei Seca do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) reforçaram nessa terça-feira (14) o patrulhamento ostensivo em bairros da zona Sul de Natal. O policiamento móvel teve início às 17h e seguiu até às 23h fortalecendo a segurança dos bairros de Candelária, Potilândia e Nova Descoberta.

De acordo com o coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Francisco Flávio dos Santos, foram utilizadas duas guarnições operacionais disposta em duas viaturas que circularam nas ruas e realizaram ponto base em locais de maior circulação de pessoas e veículos. “A ação provocou agradecimentos da comunidade aos policiais militares por motivo da Operação Lei Seca está contribuindo para uma melhor segurança pública”, comentou.

O diretor do Detran, Eduardo Machado, explicou que as atividades operacionais de policiamento ostensivo preventivo realizada pelo efetivo da Lei Seca tem a missão de contribuir com a segurança pública e foi uma medida tomada pela Direção do Detran e a Coordenação da Operação. “Na semana passada foram empreendidas ações em bairros da zona Oeste e agora iniciamos também na zona Sul de Natal, sempre buscando inibir o crime e zelar pela segurança do cidadão”, alegou.

Durante o patrulhamento foram realizadas diversas abordagens a pessoas e veículos, onde os policiais averiguaram a documentação do automóvel e do cidadão abordado. O plano é inibir ações delituosas na área do patrulhamento, a exemplo de roubos, principalmente de veículos, lojas comerciais e residências.

 

Leia Mais

Operação Lei Seca faz balanço das fiscalizações realizadas na semana

DETRAN/RN

A Coordenação da Operação Lei Seca do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) divulgou nesta terça-feira (14) o balanço das operações realizadas no decorrer da última semana. Os dados mostram que foram efetivados 903 testes de etilômetro nas várias operações desenvolvidas na capital potiguar, resultando na lavratura de 96 autos de infração, sendo 76 por infração a Lei Seca, com três condutores presos por crime de trânsito.

As ações de fiscalização ainda flagraram sete veículos circulando nas ruas em situação irregular. Os policiais retiveram os automóveis, que foram levados para o pátio do Detran onde são acondicionados os veículos apreendidos por estarem em desacordo com a legislação.

As intervenções dos policiais da Operação Lei Seca não se mantiveram apenas na fiscalização com foco no combate ao motorista que insiste em beber e dirigir. A Operação também desempenhou o serviço de patrulhamento tático móvel na área dos bairros que compreendem a zona Oeste de Natal. Durante as rondas diversos suspeitos foram abordados e passaram por revista pessoal. A ação policial tem o objetivo de prevenir as ocorrências de crimes com a presença mais efetiva do patrulhamento.

O diretor-geral do Detran, Eduardo Machado, lembrou que essa forma de atuação da Operação Lei Seca unindo a fiscalização com o patrulhamento é um modelo que vem sendo incentivado e ampliado pelo Órgão. “Sabemos da necessidade de segurança da população e diante disso buscamos contribuir mais ampliando o patrulhamento realizado pelos policiais da Lei Seca”, informou.

Já o coordenador da Lei Seca, tenente-coronel Francisco Flávio dos Santos, explicou que quando a Operação vai além da fiscalização do trânsito ela se torna uma ferramenta capaz de evitar e combater vários tipos de delitos. “Ações como essas são necessárias para aproximar cada vez mais a Operação Lei Seca da comunidade. Além de realizar policiamento ostensivo para garantir a segurança dos cidadãos, demonstra que a lei seca é mais que uma operação para coibir o uso de álcool, ela é uma atividade policial como a exercida por qualquer outra unidade policial do Estado”, comentou.

 

Leia Mais

Procon Legislativo atinge 98% de satisfação dos usuários no primeiro semestre

Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação
O Procon Legislativo, órgão ligado à Diretoria de Políticas Complementares da Assembleia Legislativa, atingiu 98% de satisfação dos usuários no primeiro semestre de 2018. Os números foram contabilizados através de pesquisa realizada pelo órgão junto aos usuários e aos próprios demandados, que também avaliaram atribuindo notas à qualidade do serviço prestado. De acordo com o coordenador do órgão, Dary Dantas, o resultado é fruto de um trabalho sério realizado pelos profissionais do Procon Legislativo.

“São números muito bons e que nos fazem querer, cada vez mais, oferecer um melhor serviço à população”, disse o coordenador.

Ao todo, entre pessoas que receberam atendimentos ou participaram de audiências, 499 pessoas responderam ao questionamento de avaliação na sede do Procon Legislativo ao longo do ano, logo após os procedimentos serem realizados. Desse total, 419 pessoas, o equivalente a 84%, deram nota 10 ao atendimento, enquanto 41 pessoas (8%) atribuíram nota 9, outros 28 (6%) deram nota 8 e 8 pessoas deram nota 7 (2%). Somente três pessoas atribuíram notas 6 e 5.

“Isso mostra que nós estamos conseguindo ajudar de maneira efetiva as pessoas que nos procuram, e estamos fazendo isso de várias maneiras, facilitando o acesso aos nossos serviços”, explicou Dary Dantas.

Neste ano, o Procon Legislativo realizou 3.452 atendimentos. Desses, 876 foram através do aplicativo de mensagens WhatsApp, uma ferramenta utilizada há 16 meses pelo órgão para que a população tenha mais comodidade e celeridade para receber as orientações sobre seus processos.

Outro número comemorado pelo Procon Legislativo foi referente às conciliações. Ao todo, 129 processos terminaram entre um acordo entre as partes, o equivalente a 43,88% dos processos abertos no órgão.

“São situações em que ganham todos: o cidadão com o direito respeitado, o fornecedor cumprindo seu dever e aprendendo a maneira certa de agir e a sociedade, que tem a lei sendo cumprida”, comemorou Dary Dantas.

Leia Mais