Agripino recebe o vereador Ubaldo

thumbnail_30.0517 agripino recebe vereador ubaldo fernandes_DSC5341

O senador José Agripino (RN) se comprometeu em fazer o possível para encontrar uma solução pela regularização do título fundiário de residências nos bairros Rocas, Santos Reis, Mãe Luíza e Ribeira, em Natal. Na manhã desta terça-feira (30), em seu gabinete, em Brasília (DF), o parlamentar potiguar recebeu o presidente municipal do PMDB-Natal, vereador Ubaldo Fernandes, e disse que atuará no diálogo entre o Ministério das Cidades e o secretário municipal de Habitação, Carlson Gomes (DEM), para que a regularização se torne realidade.

Apesar da agenda tumultuada no Senado, com a leitura do relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos e reuniões com líderes partidários, Agripino fez questão de reservar um período para se reunir com Ubaldo. “A conversa com o vereador Ubaldo foi de grande proveito e com certeza farei o possível, junto ao governo federal, para que os moradores desses bairros passem a ter a declaração de propriedade de suas casas”, garantiu Agripino, que também é presidente nacional do DEM.

Moradores de algumas residências nos bairros Rocas, Santos Reis, Mãe Luíza e Ribeira possuem o termo de posse de suas casas, mas não contam com o título fundiário, o que os impedem de vender. Para o vereador Ubaldo, a consolidação do termo de posse será uma grande conquista para os potiguares. “Esta proposição é de fundamental importância para atender uma grande demanda de imóveis da região leste de Natal”, destacou.

Agripino voltou a afirmar que seu gabinete está à disposição para conhecer as demandas do RN. “Meu gabinete está sempre de portas abertas para receber todos os representantes do meu estado de forma que eu conheça suas principais reivindicações e lute por elas”, destacou Agripino.

Foto: Mariana Di Pietro

Leia Mais

Fecam-RN empossa novos coordenadores de polos regionais

Coordenadores regionais Fecam-RN (2)
A Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam-RN) empossou nesta terça-feira (30) os novos coordenadores de polos regionais da entidade. A ideia é que cada parlamento possa discutir os problemas comuns as suas cidades e definam soluções conjuntas. A solenidade de posse foi comandada pelo presidente da Fecam-RN, vereador Raniere Barbosa (PDT).
“A ideia é descentralizar a participação da Fecam-RN, permitindo que a população esteja mais próxima da entidade e, principalmente, que a instituição possa colaborar de maneira efetiva na busca por melhorias para a sociedade e para a atuação dos vereadores nas suas respectivas casas legislativas”, disse Raniere Barbosa.
Confira abaixo a lista de coordenadores e sub-coordenadores regionais da Fecam-RN, empossados nesta terça-feira.
Polo Trairi
Coordenador: Ozeni Florentino – Pres. Câmara de Coronel Ezequiel
Sub-coordenador: George Justino dantas – Pres. Câmara de Japi
Polo Central
Coordenador: Suely Soares – Pres. Câmara de Lajes
Sub-coordenador: Kátia Silene – Pres. Câmara de Angicos
Polo Oeste
Coordenador: Genivan Aires da Costa – Pres. Câmara de Apodi
Sub-coordenador: Simara Dantas de Oliveira – Pres. Câmara de Gov. Dix-Sept Rosado
Polo Agreste Litoral
Coordenador: João Paulo Pessoa de Oliveira – Pres. Câmara de Canguaretama
Sub-coordenador: Celia Maria Marinho – Pres. Câmara de Tibau do Sul
Polo Agreste
Coordenador: Andson Carlos da Silva – Pres. Câmara de Espírito Santo
Sub-coordenador: Otavio Carlos Dantas Filho – Pres. Câmara de Brejinho
Polo Mato Grande
Coordenador: João Maria Câmara – Pres. Câmara de Taipu
Sub-coordenador: Pedro Henrique Silva – Pres. Câmara de Pedra Grande
Polo Vale do Açu
Coordenador: João Batista Gomes – Pres. Câmara de Ipanguaçu
Sub-coordenador: Maria do Socorro Oliveira – Pres. Câmara de Paraú
Polo Potengi
Coordenador: Hélio Macedo – Pres. Câmara de Santa Maria
Sub-coordenador: José Soares de Araújo – Pres. Câmara de São Pedro
Polo Salineiro
Coordenador: Jairton de Araújo Medeiros – Pres. Câmara de Macau
Sub-coordenador: Nixon da Silva – Pres. Câmara de Alto do Rodrigues
Polo Alto Oeste
Coordenador: Itaiguara Dantas de Alencar – Pres. Câmara de Francisco Dantas
Sub-coordenador: Francisco Elianto da Costa – Pres. Câmara de Riacho de Santana
Polo Metropolitano
Coordenador: Verônica Senra da Silva – Pres. Câmara de São José de Mipibú
Sub-coordenador: Odilon Barbalho – Pres. Câmara de Goianinha
Polo Seridó Ocidental
Coordenador: Flávio Barros Bezerra – Pres. Câmara de Serra Negra do Norte
Sub-coordenador: Dionízio Eulampio dos Santos – Pres. Câmara de São Fernando
Polo Seridó Oriental
Coordenador: Paula Mércia Medeiros – Pres. Câmara de Jucurutu
Sub-coordenador: Antonio Soares Dué – Pres. Câmara de Carnaúba dos Dantas
Polo Médio Oeste
Coordenador: Josivan Fernandes de Amorim – Pres. Câmara de Caraúbas
Foto: assessoria

Leia Mais

RN ganha ferramenta que facilita acesso a indicadores sociais

thumbnail_Lançamento do CAD RN foto Ivanizio Ramos 2

thumbnail_Lançamento do CAD RN foto Ivanizio Ramos 3

thumbnail_Lançamento do CAD RN foto Ivanizio Ramos 8

A Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social lançou nesta segunda-feira (29) o Sistema de Cadastro Único do Rio Grande do Norte, CadRN. A ferramenta, de acesso das 167 Prefeituras do estado, reúne informações do perfil populacional compiladas em banco de dados social. O lançamento foi realizado na Escola de Governo pelo vice-governador Fábio Dantas e pela titular da Sethas Julianne Faria, que apresentou o Cadastro ao ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, no início deste mês, em Brasília.

O CadRN agrega indicadores sociais como nível de pobreza e alfabetização, população sem acesso à água, dados habitacionais, coleta de lixo, entre outros. Criado sem custos por técnicos do governo do RN, o sistema foi cedido para o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e também para 21 estados brasileiros que irão adotar o sistema como modelo, além do Rio Grande do Norte.

Os números do CadRN são levantados a partir do Cadastro Único do Governo Federal, mesma base utilizada para o Bolsa Famíia, e usada por profissionais de diversas áreas para desenvolvimento de políticas públicas.  O sistema foi desenvolvido levando em consideração uma navegação e operação didáticas, e de fácil manuseio. O site está disponível através do www.cadrn.rn.gov.br.

A idealização do sistema pelo corpo de servidores do governo foi enfatizada pelo vice-governador. “Esse trabalho de acesso aos dados dos municípios é de extrema importância para nós que fazemos parte do governo porque é a partir daí que vamos, em conjunto com as Prefeituras, desenvolver políticas públicas que visam equacionar os problemas e dificuldades específicos de cada região”.

A secretária Julianne Faria declarou que o Sistema surgiu por meio da interpretação das dificuldades verificadas em reunir os dados que balizarão as ações dos gestores. “Com o CadRN queremos e estamos buscando cooperação técnica, juntar nossas experiências. A adesão nos deixou muito orgulhosos porque fomos o primeiro estado a conseguir traduzir em números tudo o que as unidades federativas já debatiam em Brasília, mas que não avançava por diversos motivos. Agora, com um sistema simples e eficaz, ficou mais fácil traçar metas e objetivos para desenvolver com igualdade os municípios”, garantiu.

O evento reuniu  auxiliares da administração direta e indireta do Governo do RN, prefeitos e secretários dos municípios, e representantes da SAGI, Secretaria responsável pela avaliação e monitoramento de políticas, programas, projetos e serviços implementados pelo MDSA.

Fotos: Ivanízio Ramos

Leia Mais

Campanha contra gripe é prorrogada até 9 de junho

 

Quem ainda não se vacinou contra a gripe terá a oportunidade de se imunizar contra a doença até dia 9 de junho. A prorrogação da campanha do Ministério da Saúde é para alcançar a meta de vacinação que, neste ano, é de 90%. Até a manhã desta quinta-feira (25), foram vacinados 35,1 milhões de brasileiros. A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em 2015 protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A vacina contra influenza é segura e também é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Para campanha deste ano, foram adquiridas 60 milhões de doses da vacina, garantindo estoque suficiente para a vacinação em todo o País.

Leia Mais