Carnaval de Natal terá Campanha para prevenção do câncer infantil juvenil

 
O Carnaval é festa e diversão, mas também uma excelente oportunidade para aproveitar a aglomeração de pessoas e transmitir mensagens importantes para a população. A Prefeitura do Natal se une a Casa Durval Paiva na campanha de prevenção ao câncer infanto juvenil e distribuirá máscaras carnavalescas com orientações sobre os sinais e sintomas da doença.
As máscaras, utilizadas em sua grande maioria pelo público infantil, ajudam na conscientização de pais e são uma forma de aproveitar a grande aglomeração de pessoas para alertar sobre os sintomas dessa doença que quando tratada a tempo pode ter cura, mas que hoje ainda  representa a primeira causa de morte (8% do total) por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos.
O secretário de Comunicação do município, jornalista Heverton de Freitas, lembra que a Prefeitura já é parceira das entidades da sociedade civil que organizam o Setembro Dourado, mês dedicado a conscientização contra o câncer infantil, e agora aproveitou para incluir mensagens com cunho educativo no material de divulgação do carnaval. “Aproveitamos para inserir no material de divulgação do carnaval temas que possam chamar a atenção dos cidadãos para os deveres que todos temos e a parceria com a Casa Durval Paiva surgiu em boa hora no sentido de alertar para a possibilidade de se detectar de forma precoce os sintomas do câncer infantil”, diz.
De acordo com o presidente da Casa Durval Paiva, Rilder Campos, a campanha é muito importante para que a sociedade conheça os sinais e sintomas da doença. “A parceria com a Prefeitura é essencial para divulgar para a população a questão dos sinais e sintomas e também pelo fato de estarmos juntos com um ente público fazendo uma campanha em meio a uma festa cultural com a presença de muitos pais e crianças. Para a Casa Durval Paiva a ideia veio em um momento muito importante”, comentou o presidente da entidade criada em 1995.
Segundo informações do INCA, nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado. No entanto, muito desse sucesso depende de um diagnóstico nas primeiras fases da doença, por isso é importante ficar atento aos sintomas e sinais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *