Governador faz balanço de gestão em entrevista à TV Ponta Negra

27122016-entrevista-jornal-do-dia-tv-ponta-negra-1

O governador Robinson Faria concedeu entrevista no Jornal do Dia, telejornal da TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, nesta terça-feira, 27. “Em 2017, entregaremos muitas obras”, afirmou ele ao apresentar as perspectivas da gestão para o próximo ano. “Veremos melhorias nos serviços essenciais e um turismo crescendo cada vez mais”, reforçou. Robinson traçou ainda um balanço de 2016, ano em que a crise nacional se intensificou e atingiu todos os estados da Federação. O RN, lembrou ele, foi bastante afetado e teve a situação piorada pela seca de cinco anos seguidos. A queda nos repasses federais pesou no orçamento.

“A principal dificuldade foi em relação à frustração do FPE (Fundo de Participação dos Estados) que já ultrapassa R$ 1 bilhão. Os royalties de petróleo também caíram de uma média mensal de R$ 80 milhões para cerca de R$ 10 milhões. A maior parte da nossa receita vem da União. Se a União frustra, temos dificuldade de arcar com nossos compromissos”, salientou.

Para manter o RN em situação financeira até melhor que estados de grande porte, o governador tem apostado em uma equipe técnica, que trabalha de forma estratégica. “Estamos fechando dois anos, posso até dizer, na média brasileira entre os bons”, apontou. A transparência é outra marca. “O importante é o Governo mostrar a verdade à população, ao fórum de servidores, dialogar com a sociedade e com os demais poderes, e dar transparência aos números. O Governo não tem segredo nos números. Nós temos um estado enxuto. A menor folha de cargo comissionado do país é nossa, representando apenas 0,5% da folha total”.

PASTAS

Durante a entrevista, o governador ainda destacou as principais ações nos setores de maior cobrança social: Segurança, Saúde e Recursos Hídricos. “O RN é o único estado que conseguiu ir até o final com bloqueadores de celular. Quando instalamos no PEP, acharam que não iríamos a diante, mas Alcaçuz e Nova cruz também já receberam. E isso foi fundamental porque a prisão era o escritório de trabalho desses bandidos. Agora, sem acesso a celular, isso vai melhorar aqui do lado de fora”, afirmou.

Para equacionar questões de superlotação, a ação do governo foi de equipar hospitais regionais “Vamos equipar nove hospitais estratégicos. O Tarcísio Maia, em Mossoró, é um deles. Na hora que conseguirmos equipar os regionais, vamos amenizar as demandas que chegam ao Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. Conseguindo resolver a saúde regional, vamos ter outro padrão de saúde em todo estado”, destacou.

Na área de Recursos Hídricos, ele destacou o empenho da equipe técnica da secretaria conduzida por Mairton França. “Vamos fazer na próxima quinta-feira uma inspeção na Adutora do Alto Oeste, que vai atender 13 municípios, e estamos seguindo o cronograma correto da barragem de Oiticica. Estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *