Wilma busca melhorias para pessoas com deficiência em Brasília 

Em Brasília esta semana com uma agenda administrativa movimentada, a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, empreende ações na busca de melhorias para as pessoas com deficiência da capital potiguar.
Na manhã desta quarta-feira, 09, ela esteve com o secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa Deficiente, Moisés Bauer Luiz. Além de buscar dados sobre projetos em execução em Natal e possibilidade de melhorias, ela discutiu sobre legislações que podem trazer avanços para área.
“Foi uma reunião muito importante, pois o secretário me informou sobre possíveis ações que Natal pode ter a mais em convênio com a pasta, além da necessidade de conversarmos também com nossos parlamentares para destinarem mais emendas para a área”, frisou.
Além disso, o secretário alertou para o trâmite do PLS 587/2011, que prevê a criação do Fundo Nacional de Apoio à Pessoa com Deficiência e está em trâmite no Senado, tendo como relator justamente um potiguar, o senador José Agripino.
O secretário pontuou que há necessidade de melhorias. “Moisés sugere uma formatação similar aos já criados fundos da criança e adolescente e dos idosos, que garantem a destinação de verbas para vários fins, além de capacitações. Amanhã tenho audiência com Agripino e já levarei essa pauta”, adianta Wilma.
“Foi um prazer conhecer a senhora. Deu pra perceber que é uma grande guerreira. Bom que falei desse PLS e a senhora já conversa com o senador. No ano passado eu enviei uma correspondência pra ele dizendo que o projeto é bom, mas precisa ampliar. Assim a gente vai costurando as coisas e a gente vai ajudando uns aos outros”, ressaltou o gestor.
Wilma aproveita a viagem e conversará ainda com a ex-secretária de Promoção dos Direitos da Pessoa Deficiente, Rosinha da Adefal Alagoas (Associação dos Deficientes Físicos), que assumiu recentemente uma vaga de deputada federal pela legenda que Wilma preside no RN, o Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *