Moro aceita denúncia e Palocci vira réu na Operação Lava Jato

Informações: Folha de São Paulo
Informações: Folha de São Paulo

O juiz Sergio Moro aceitou, nesta quinta-feira (3), a denúncia contra o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci Filho, que vira réu na Operação Lava Jato, sob acusação de corrupção.

O ex-ministro, preso preventivamente em Curitiba, é acusado de receber propina do grupo Odebrecht a fim de defender os interesses da empresa.

Segundo a investigação, ele teria solicitado e coordenado o pagamento de R$ 128 milhões em propina pela Odebrecht, apontam planilhas apreendidas pela PF e intituladas “Posição Programa Especial Italiano” –alcunha atribuída a Palocci.

“Há razões fundadas para identificar Antônio Palocci Filho como a pessoa identificada pelo codinome ‘Italiano’ no Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht”, escreveu Moro, no despacho que acatou a denúncia.

O juiz citou como evidências mensagens trocadas entre executivos da Odebrecht e anotações de suas agendas, que fazem menção ao “Italiano” e ao ex-ministro em datas coincidentes.

A denúncia acatada por Moro trata especificamente do pagamento de US$ 10 milhões em propina para o casal de publicitários João Santana e Mônica Moura, entre 2011 e 2012. O dinheiro teria vindo de um contrato de sondas da Odebrecht com a Petrobras, em cuja licitação Palocci interferiu, segundo a acusação, para beneficiar a empreiteira.

Leia Mais

Microcrédito do Empreendedor beneficia 350 empresários em Mossoró e Baraúna

O programa Microcrédito do Empreendedor atingiu duas marcas importantes nesta quinta-feira (3): 80 municípios atendidos e 5 mil empresários inscritos em pouco mais de um ano desde o lançamento, em outubro do ano passado. Hoje, o programa chegou a Mossoró e Baraúna, onde o governador Robinson Faria beneficiou 350 empreendedores com a entrega de cheques que variam de R$ 3 mil a R$ 6 mil, injetando R$ 1,2 milhão na economia local. A solenidade foi realizada no ginásio poliesportivo “Medeirinho”, em Baraúna, na região Oeste, numa iniciativa do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e da Assistência Social, em parceria com a Agência de Fomento (AGN).

A expectativa do governo é que até o final de 2018 sejam beneficiados 20 mil empreendedores em todo o estado, com investimento de R$ 40 milhões. Até o momento, foram injetados na economia cerca de R$ 14 milhões. A importância do Microcrédito para a economia potiguar, com ênfase no apoio governamental para a abertura de um novo empreendimento ou ampliação do comércio já existente, é que a iniciativa apoia 49% das micro e pequenas empresas consideradas familiares no estado, um total de 63 mil pequenos negócios que englobam empresas de pequeno porte até microempreendedores individuais. As taxas de juros são de 1,5% ou 1,7% ao mês e o prazo para pagar o financiamento é de até 12 meses. Para quem paga em dia o desconto é de 100% dos juros.

Leia Mais