Cunha diz que Planalto tenta desviar a atenção do impeachment com buscas

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Na primeira entrevista após a busca e apreensão em seus endereços residenciais e de trabalho, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse no início da tarde desta terça-feira (15) que não há hipótese de renunciar, acusou o governo de promover a ação por “revanchismo” e na tentativa de jogar nas costas do PMDB a “roubalheira do PT”.

Cunha cobrou uma decisão imediata de seu partido no sentido de romper com o Palácio do Planalto.

“A gente sabe que o PT é o responsável por esse assalto que aconteceu no Brasil, pelo assalto na Petrobras. Todo dia a roubalheira do PT é fotografada, e de repente fazer uma operação com o PMDB? Isso causa muita estranheza entre nós. O povo é inteligente, sabe que o dia de hoje, dia do Conselho, às vésperas da decisão do processo de impeachment. Tem alguma coisa estranha no ar”, afirmou o deputado.

2 comentários em “Cunha diz que Planalto tenta desviar a atenção do impeachment com buscas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *