Espetáculo “A Barca de Caronte” estreia sexta-feira no TAM com entrada gratuita

postal_frente_final

O espetáculo “A Barca de Caronte”, do escritor, dramaturgo e diretor teatral potiguar, Junior Dalberto, sob a direção de Diana Fontes e música de Danilo Guanais, terá estreia dia 24 de abril, sexta-feira, às 20h, no Teatro Alberto Maranhão (TAM), com entrada gratuita. A peça é uma montagem do texto publicado “A Barca de Caronte” que faz parte do seu mais novo livro “O Teatro Mágico de Junior Dalberto”, coletânea de textos adultos. O projeto conta com o patrocínio da Cosern através da Lei Câmara Cascudo, Governo do Estado e Fundação José Augusto, com apoio do Espaço Vivo e realização da Natal Cultural.

“A Barca de Caronte” leva a reflexão sobre o mal do século, a ‘solidão’, sua influência na vida dos jovens e adultos. Um envolvente relato onde três desconhecidos se encontram em um local surreal sem entender a razão dessa situação, passando a diluir sentimentos, emoções e surpresas. A direção de Diana Fontes e a música de Danilo Guanais, aliado ao texto de Junior Dalberto, situa através de uma trilha expressionista, permitindo que, os personagens possam passear no fluxo do tempo, chegando as margens mais distantes da vida. “O texto expressionista me levou a criar a Suíte Caronte com sete movimentos tocados por um quarteto de cordas, sendo uma estrutura consagrada no Século XVIII”, argumenta Guanais. O quarteto de cordas é formado pelos músicos: Anderson Carvalho (Violino 1), Malu Sabar (Violino 2), Geraldo Marinho Junior (Viola) e Marcela Gerizane (Cello), e os personagens Júlio (Mauricio Motta), Leonardo (João Alexandre Lima) e Riana (Luana Venncerlau).

O espetáculo fará apresentações gratuitas também nos dias 11 e 12 de maio, às 18h, no IFRN da Av. Hermes da Fonseca, no Tirol, e nos dias 16, às 19h, e dia 17 de maio, às 16h, na Escola de Música da UFRN. “A Barca de Caronte” também percorrerá universidades, sempre com o intuito de abrir discussões com a plateia sobre o Realismo Mágico na Literatura, direção cênica e composição musical para espetáculos e nesse caso, com um tema expressionista. Nas apresentações, exemplares do livro de Junior Dalberto serão distribuídos gratuitamente ao público.

Leia Mais

Tornado deixa dois mortos e mais de mil desabrigados em Santa Catarina

dix3095ofzqoz0fv9odzyi81o

Informações do portal IG e Folha de S. Paulo

Ao menos 2.600 casas, um ginásio de esportes e uma unidade de saúde foram totalmente destruídos pela força de um tornado que atingiu a região oeste de Santa Catarina na tarde desta segunda-feira (20). Duas pessoas morreram e 120 tiveram ficaram feridas.

Quase 24 horas depois da passagem do tornado, o governo estadual iniciou o trabalho de limpeza na cidade de Xanxerê, de cerca de 47,7 mil habitantes, a mais afetada pelos estragos. “30% da cidade foi destruída”, calcula o secretário de desenvolvimento regional do Estado, Ivan Marques.

O secretário afirma que casas e caminhões foram arrastados durante a passagem do tornado, que ainda derrubaram cerca de 10 postes de energia –cada um pesando cerca de 10 toneladas. Os ventos, segundo ele, duraram aproximadamente três minutos. O governo diz que uma força-tarefa tenta restabelecer o sistema de energia para evitar, inclusive, que haja problemas com o abastecimento de água.

Uma das vítimas do tornado foi um motorista que, segundo testemunhas, morreu em um desmoronamento ao tentar salvar o filho. A criança continua internada em estado grave. A outra vítima, segundo o secretário Ivan Marques, foi atingido por parte de uma casa que desabou.

Leia Mais

30 anos sem Tancredo: relembre a trajetória da eleição e morte de um símbolo da redemocratização

O blog apresenta um infográfico que relembra a trajetória de Tancredo Neves, primeiro presidente civil eleito pós Regime Militar mas que não pode tomar posse, falecendo em 21 de abril de 1985, há exatos 30 anos. Passo a passo, o símbolo da redemocratização assume o compromisso de levar o país a democracia mas padece diante a uma doença. Três décadas depois seu neto, Aécio Neves, sonha assumir a função dada ao avô. Confira as datas que marcam desde a eleição ao enterro de Tancredo.

15110403
Infográfico: Folha de S. Paulo

 

Leia Mais

R$ 1,20: Justiça determina que meia-passagem também seja paga com dinheiro

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

Com informações da Tribuna do Norte

A Justiça do Rio Grande do Norte determinou que o Sindicato dos Transportes Urbanos de Natal (Seturn) receba o pagamento da meia passagem estudantil em dinheiro, e não somente através dos cartões eletrônicos de passagens. A determinação, que foi publicada na sexta-feira (17), passa a vigorar a partir da notificação do Seturn.

Para ter direito ao benefício, o estudante deve apresentar carteira estudantil emitida por uma entidade legalmente constituída, conforme prevê a legislação brasileira. Após isso, o cobrador é obrigado a receber o valor referente à metade do valor da tarifa.

No entanto, na decisão não há na decisão uma definição sobre do valor, já que o preço atual é R$ 2,35 e não há como se pagar exatamente 50% da tarifa. Em dias onde se pratica a tarifa social em Natal, o valor cobrado é R$ 1,20.

Leia Mais

Senadores pressionarão Gilmar para julgar financiamento

Informações: 24/7
Informações: 24/7

Um grupo de senadores vai começar a pressionar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, para que ele libere a ação sobre financiamento de campanha, que ele já segura por mais de um ano, a fim de que a Corte possa concluir o julgamento sobre a questão.

O senador Cristovam Buarque (PDT/DF) pediu uma audiência com o ministro no próximo dia 29 para conversar sobre o assunto. Outros senadores, como Randolfe Rodrigues (PSOL/AP), devem acompanhar Buarque.

A discussão sobre a proibição de doações empresariais para candidatos foi suspensa há mais de um ano por um pedido de vista de Mendes. Até agora, 6 ministros votaram a favor da medida e 1 contra. Ainda faltam os votos de quatro magistrados.

“Nós vamos fazer um apelo para que ele dê a posição dele, qualquer que ela seja. A gente acredita que vai ser bom para o meio político se esse processo avançar”, afirmou o senador do PDT.

Mendes tem declarado que o modelo de financiamento de campanha é um tema que tem de ser discutido pelo Congresso e não pelo Supremo. Ele também costuma defender que a mudança no sistema não seria a solução para acabar com a corrupção, tese que costuma ser defendida por quem é favorável ao fim das doações por empresas.

Leia Mais