Ezequiel garante apoio para obras de abastecimento em Currais Novos e Acari

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, se reuniu nesta segunda-feira (13) com representantes de Currais Novos e Acari para discutir ações relacionadas ao abastecimento de água nos dois municípios. O grupo pediu o apoio do parlamentar junto à bancada federal para assegurar recursos e garantir maior agilidade na construção da adutora de engate rápido para o abastecimento de Currais Novos e Acari.

“A preocupação com o abastecimento de água nestes municípios é unânime. Precisamos agilizar as obras de construção da adutora para solucionarmos o quanto antes o problema de abastecimento em Currais Novos e Acari, municípios que, juntos, somam mais de 56 mil habitantes”, disse Ezequiel Ferreira.

O deputado defende a união de esforços entre o legislativo potiguar e a bancada federal para cobrar ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) maior celeridade nesta obra. A reunião contou ainda com a participação do ex-prefeito de Currais Novos, José Lins, dos vereadores de Currais Novos, Zefinha Moura (presidente da Câmara), Maria Aparecida, Dadá, Celinha Medeiros e Eugênio Lins, além de representantes da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Currais Novos.

O comitê, liderado pelos prefeitos de Currais Novos, Vilton Cunha (PR) e Acari, Isaias Cabral (PMDB), externou a preocupação com o ritmo das obras da adutora e ressaltou a importância da participação do Governo do Estado no planejamento e adoção de medidas que garantam o abastecimento de água à população.

“A adutora não será concluída em tempo hábil. O iminente colapso no abastecimento requer que o governo defina as medidas a serem adotadas para assegurar o abastecimento em Currais Novos e Acari”, afirmou José Vilton. A obra será realizada por meio da CAERN (Companhia de Águas Esgotos do RN) e Semarh (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos).

Leia Mais

Parlamento Jovem discute construção de escola

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Mesmo com o índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do município considerado alto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a falta de escolas públicas de ensino médio ainda é um problema em Parnamirim. Foi com esse propósito que o Parlamento Jovem discutiu, na tarde desta segunda-feira (13), a construção de um centro de ensino médio para que os alunos não precisem se deslocar para Natal. O tema foi debatido em audiência pública.

“Parnamirim tem 66 unidades de ensino, sendo 46 escolas e 20 centros infantis. É real a necessidade de uma escola de ensino médio para a população e foi por isso que escolhemos esse debate para a última audiência pública do Parlamento Jovem da edição 2014”, esclarece o deputado estadual jovem Lucas Felipe.

Na audiência, ainda foi discutida a questão da educação em todo o do Rio Grande do Norte. A falta de reparos, reformas, professores dentro da sala de aula, infraestrutura das unidades escolares e também a falta de política para a juventude. “Durante o ano de 2014 fiquei sem professores de línguas quase o ano inteiro, além da escola não ter estrutura física adequada para nos receber, sem falar ainda da falta de material, recursos e segurança”, afirma o deputado estadual jovem Pedro Cassiano.

A Coordenadora dos Órgãos Regionais, Mônica Guimarães, disse que a previsão para a conclusão do Centro de Educação de Parnamirim é para o 2º semestre. Entretanto, no projeto não foi previsto mobília para a estrutura do Centro nem pedagógica. “É preciso repensar e fazer um planejamento coletivo para atender essas necessidades, de nada adiantará o Centro pronto sem condições mínimas de funcionamento”, diz Guimarães.

A vice-prefeita de Parnamirim, Lucinha Thiago (PSD), firmou um compromisso de estabelecer as prioridades. “Temos pretensão de concluir esses desafios até o final da nossa gestão juntamente com o estado do Rio Grande do Norte, é um compromisso e um desafio nosso”, disse Lucinha.

Em aparte, presente na reunião, o deputado estadual Carlos Augusto (PTdoB) parabenizou a iniciativa dos jovens parlamentares. “É um assunto de suma importância e aproveito para parabenizar todos vocês e dizer que podem contar com meu mandato para colocar esse Centro para funcionar e presentear a educação de Parnamirim”, concluiu o deputado.

De acordo com estatísticas do IBGE no ano de 2012, Parnamirim tem uma população total estimada em 214 mil 199 habitantes, o que ainda classifica o terceiro município mais populoso do estado do Rio Grande do Norte, perdendo apenas para Natal e Mossoró.

Leia Mais

Robinson Faria destaca principais ações dos 100 dias de Governo durante evento da Fecomércio

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Uma plateia composta por empresários e auxiliares de governo acompanhou na tarde desta segunda-feira (13), no Versailles recepções, um balanço dos 100 dias de gestão do Governador Robinson Faria durante a primeira edição de 2015 do evento RN em Foco, promovido pela Fecomércio e realizado há oito anos. Na oportunidade, o chefe do Executivo Estadual renovou junto com a entidade o RN Vida, uma das iniciativas potiguares para o combate preventivo à droga entre os jovens.

Convidado para falar, Robinson Faria exaltou o fortalecimento da cadeia produtiva do estado, e ressaltou a quebra de tabus para fazer o Rio Grande do Norte voltar a crescer. Medidas como a redução do ICMS incidente sobre o querosene de aviação, pleito antigo dos empresários e empresas aéreas, e reforçada na fala do presidente Marcelo Queiroz, foi relembrada pelo Governador como um das medidas para tornar o RN novamente o principal destino turístico do Nordeste e um dos principais do Brasil.

A redução no custeio das secretarias de Estado, com exceção das pastas da Segurança Pública, Educação e Saúde resultaram em uma economia de 30% desde janeiro deste ano. Parte disso está sendo utilizado, por exemplo, no pagamento das diárias operacionais para os policiais militares escalados para operações espalhadas pelo estado.

Outra medida tomada foi a assinatura da ordem de serviço que garantirá que Natal seja a primeira capital 100% saneada do país. Para isso, o documento que legitima os serviços em todas as zonas de Natal foi assinado pelo ministro das Cidades Gilberto Kassab,durante agenda administrativa na capital potiguar em março último.

Robinson Faria destacou parte da vida que dedicou à atividade industrial como imprescindível para o diálogo com o setor empresarial. “Valorizo a atividade do empreendedor e por isso nosso governo se dispõe ao diálogo permanente com o setor produtivo. Nos comprometemos a não criar nenhum tributo durante a nossa gestão, garantindo que a nossa indústria possa se programar e competir de igual para igual com as de fora”, encerrou.

Leia Mais

Elinor Alecrim é a mais nova filiada do PR no Rio Grande do Norte

Assinatura da ficha de filiação (s)

O Partido da República – PR no Rio Grande do Norte ganhou nesta segunda-feira (13) uma filiada importante. Elinor Alecrim, esposa do empresário Marcelo Alecrim, assinou a ficha de filiação partidária hoje à tarde na sede do partido em Natal, na presença do presidente estadual do PR, João Maia, da deputada federal Zenaide Maia, da presidente do PR Mulher, Shirley Targino, do deputado estadual, George Soares, dos prefeitos Jaime Calado, de São Gonçalo do Amarante, e Antônio Peixoto, de Ceará-Mirim, além de outros importantes membros do partido.

Durante a filiação, foram vários os discursos de boas vindas. Para o presidente estadual do PR, João Maia, Elinor Alecrim ajudará muito o PR. “É uma alegria muito grande receber Elinor, que é uma pessoa que conheço de muito tempo. Elinor é dona de uma humildade imensa, organizada e batalhadora. Hoje nós ganhamos um quadro de qualidade e um agente multiplicador”, comemorou João Maia.

Para a presidente do PR Mulher, Shirley Targino, o partido só tem a ganhar com a chegada de Elinor. “O PR é um partido diferente, organizado. A chegada de Elinor ajudará esse partido crescer ainda mais com a força feminina”.

A Deputada Zenaide Maia ressaltou o entusiasmo de Elinor Alecrim e a força feminina que cresce cada vez mais no PR. “É um prazer ter mais uma mulher forte no partido”, disse Zenaide.

Leia Mais

Assembleia Legislativa discute o combate à violência doméstica e familiar

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

A violência doméstica contra as mulheres foi tema de debate em audiência pública realizada na manhã desta segunda-feira (13), na Assembleia Legislativa do RN. O debate, proposto pela deputada estadual Cristiane Dantas (PCdoB), reuniu representantes da Secretaria de Políticas Públicas para as mulheres do RN, Secretaria Segurança Pública do Estado, Tribunal de Justiça, Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Coordenação de Defesa das Mulheres e das Minorias, Defensoria Pública, Federação dos Conselhos Comunitários do RN e a sociedade civil organizada.

“Precisamos de políticas públicas mais eficazes para a proteção das vítimas. Os números que registram a violência doméstica não param de crescer. E o homicídio é a expressão máxima de violência contra a mulher, mas isso é só a ponta de um iceberg que começa com as agressões dentro de casa”, ressaltou a deputada. Cristiane Dantas citou o caso da cobradora de ônibus, Alexandra, morta a facas pelo ex-marido dentro do ônibus que trabalhava em dezembro passado.

De acordo com a deputada Márcia Maia (PSB), que também participou da audiência pública, A Lei Maria da Penha precisa ser efetivada na sua plenitude. “O problema da violência contra a mulher que se dá no âmbito familiar e doméstico não pode ficar só nos debates. É importante momentos como esse, mas não podemos ficar só nos debates. Temos um longo caminho a percorrer”, disse Márcia Maia. A parlamentar ainda destacou a proposta apresentada nesta Casa que trata de Política Pública de Qualificação Profissional para as mulheres vítimas de violência doméstica.

A representante da Federação dos Conselhos Comunitários (Feceb), Graça Luca, enfatizou a necessidade de publicizar o debate. “É importante que a questão da violência seja vista todos os dias. Sofremos violência diariamente e pouco é falado. A violência contra a mulher não respeita classe social e etnia. Não respeita nada”, destacou.

As representantes das instituições que compõe a rede de combate à violência contra a mulher, como a Defensoria Pública, Secretaria de Públicas para as Mulheres, Coordenaria Estadual da Mulher e Delegacia da Mulher relataram os avanços conseguidos nos últimos anos, ao mesmo tempo em que pediram mais estrutura para realização do trabalho. “Para ter um bom funcionamento, é preciso toda a rede estar integrada”, destacou Dulcinéia Costa, delegada da mulher de Parnamirim.

Leia Mais