100 dias do Governo Robinson Faria: confira os prós e contras da gestão na opinião dos políticos

O blog procurou ouvir os políticos sobre os primeiros 100 dias da gestão do Governador Robinson Faria e as opiniões foram as mais variadas. Confira a série de entrevistados sobre o início do Governo atual e descubra o que eles pensam sobre Robinson. 

Márlio Forte – Qual a sua avaliação sobre os 100 primeiros dias do Governo Robinson Faria? 

IMG-20150409-WA0016

João Medeiros (pároco emérito) – Acredito que há um esforço e ele está tentando arrumar as coisas que estão um pouco confusas. Acredito que devemos dar um crédito ao Governo para que ele se encaminhe em função do bem estar, da paz e prosperidade.

IMG-20150409-WA0020

Gustavo Fernandes (deputado) – Vejo com cautela e preocupação. Ao mesmo tempo que eu vejo ele bem intencionado para resolver os problemas do Estado, não está sendo realizado um planejamento para os próximos quatro anos de governo. A opinião pública quer saber quais são as metas e os planos que ele vai fazer em todos os segmentos, como saúde, obras, educação. Precisa-se de uma transparência em relação a isso. Estou esperançoso para que ele possa acertar, não só como deputado, mas como potiguar, mesmo não tendo votado nele, mas espero que ele acerte pois o RN precisa voltar a crescer.

IMG-20150409-WA0023

José Adécio (deputado) – Positiva. É inegável que o Governo tem bons programas e mudanças, como vemos na segurança, agricultura, Sethas… ele vai fazer um bom governo pois ele tem disposição. Espero que ele faça um governo com dinamismo.

IMG-20150409-WA0025

Ricardo Motta (deputado) – Eu ainda acho prematuro fazer uma avaliação, mas sabemos da boa vontade do governador. Mas uma bandeira sua, que é a segurança pública, deixa muito a desejar. Com a Força Nacional aqui fugiram 32 detentos. É evidente que a quantidade de problemas que temos no RN é muito grande. Todos nós sabemos. Esperamos um dinamismo em seu governo como foi proposto na campanha.

IMG-20150409-WA0027

Getúlio Rego (deputado) – Eu acho que o Governo não está tratando com muita transparência a realidade financeira do Estado. Acho que o Governador não tomou medidas restritivas de gastos, não cortou cargos comissionados, a saúde está precária, a segurança pública está deixando a desejar. Porém é muito cedo para fazer cobranças e nós temos o reconhecimento da crise financeira que vivemos. Acho que o início do Governo foi salvo pela abertura do fundo previdenciário, pois se não fosse a bancada dos deputados o Governo estaria sem condições de pagar os servidores. Medidas devem ser tomadas para corrigir o rumo da gestão e o Estado possa ter estabilidade no seu processo administrativo.

IMG-20150409-WA0028

Dison Lisboa (deputado) – Eu faço uma avaliação positiva diante de todas as dificuldades encontradas no Governo, nas áreas da saúde, educação, segurança. O governo está em um momento de apagar incêndio. O Estado está fazendo a sua parte, tentando aumentar a arrecadação, porém o Governo Federal está reduzindo os repasses para o fundo estadual, esse mês a queda foi de 78 milhões. O Estado aumentou em 18 milhões a arrecadação, o que não acontecia há 10 anos, mas o Governo Federal vem reduzindo. Vemos que as diárias operacionais dos policiais estão sendo pagas, agora existem problemas que vem se arrastando ao longo dos anos e isso não se resolve da noite para o dia. O Governo está empenhado e é uma decisão pessoal do Governador.

IMG-20150409-WA0031

Galeno Torquato (deputado) – Positiva. O Governo começou bem diante das dificuldades que o país vive, crise econômica, política, hídrica, energética. Robinson montou um secretariado com perfil técnico e vemos os resultados: a Segurança está melhorando, a Saúde está mais forte, os salários estão em dia, ele está no caminho certo. Ele é um governador que pensa no turismo, desenvolvimento, no bem estar das pessoas. Nos 100 dias do governo ele tem resultados positivos diante da crise que o país vive. Ele não olha para o retrovisor, só olha para frente. Ele será um bom governador.

IMG-20150409-WA0032

George Soares (deputado) – Não tem como fazer uma avaliação profunda, pois não foi apresentado nenhum programa de governo. Existe uma boa vontade em resolver as coisas, mas a dificuldade financeira é a pedra grande no sapato do Governo do Estado. Eu só acredito numa mudança se houver  coragem para fazer as reformas que são necessárias. Reajustar contas, fazer um plano de arrecadação para ter mais dinheiro e reajustar o Estado. Para tudo isso é necessário muita coragem e vamos aguardar o que o Governador vai apresentar nos próximos meses e com essa ações poderemos fazer qualquer tipo de avaliação.

Leia Mais

“O prefeito se concentre na gestão e cumpra com os direitos dos servidores”, diz Soraia Godeiro

IMG-20150409-WA0010

Não houve acordo entre os servidores da Prefeitura de Natal e a gestão municipal. Durante protesto realizado nesta quinta-feira (9) em frente ao Palácio Felipe Camarão, o blog entrevistou Soraia Godeiro, presidente da Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), sobre o motivo da greve. O sindicato pede a correção dos salários por meio da database, que deveria ter sido implementado em março. “É uma administração que repete os erros da anterior, que desrespeita o servidor municipal”, declarou Soraia.

Márlio Forte – Qual o motivo da greve?

Soraia Godeiro – Os servidores municipais tiveram que utilizar o instrumento legítimo que é a greve para a lei da database ser cumprida. Todo o ano o que determina a lei é que os salários sejam reajustados em março. Ano retrasado tivemos que fazer uma greve de 60 dias para arrancar um reajuste de 8%. Em 2014, foram 43 dias de greve para 5.68% de reajuste e nesse ano para que outra greve fosse evitada o sindicato buscou a prefeitura para que fosse instalada uma mesa de negociação e apresenta-se um índice de reajuste. Por meio das forças sindicais foi instalado um comitê e foram agendadas três reuniões e todas  foram desmarcadas.

MF – Como a senhora avalia a administração do prefeito Carlos Eduardo?

SG – É uma administração que repete os erros da anterior, que desrespeita o servidor municipal, que promete realizar concurso e não realiza. É uma gestão muito difícil para o servidor. Em seis anos o prefeito pagou um salário mínimo a todos os servidores. Oito mil servidores recebiam só um salário, então a gestão é muito ruim para os servidores. Em relação às políticas públicas de Carlos Eduardo nenhuma funciona, saúde, educação, assistência social… Nem valoriza a população e nem os servidores. Assim, nosso conceito é muito ruim sobre ele.

MF – Qual nota você daria a ele?

SG – Nem tem como graduar,  a gente pode dizer que é uma gestão precária e péssima, que não consegue sair da maquiagem, que não implementa políticas de qualidade. Respeitamos os compromissos: ele tem um mandato a cumprir e nós temos um mandato sindical junto aos servidores municipais.

MF – Qual recado você mandaria para Carlos Eduardo?

SG – Um gestor que tem responsabilidade com a cidade tem que respeitar a legislação. Não pode provocar pela terceira vez uma greve com os servidores. O recado que nós damos é que o prefeito se concentre na gestão e cumpra com os direitos dos servidores.

Leia Mais

“Independentemente de qual seja a área ou região que ele ( deputado) represente aqui, queremos o melhor para o Estado”, diz Cristiane Dantas

IMG-20150409-WA0006

Esposa do vice-governador do RN, Cristiane Dantas é uma das mais novas deputadas da AL. Com uma experiência política herdada do seu marido, Cristiane busca ser “uma deputada estadual da melhor forma possível, ouvindo as pessoas, perto do público que me elegeu”. Confira agora entrevista dada ao blog na manhã de hoje.

Márlio Forte – O que é ser chique?

Cristiane Dantas – É a simplicidade. Ser chique é você ser autêntico.

MF – Sendo uma deputada nova na AL, o que mais lhe chamou a atenção na Casa?

CD – Eu já conhecia um pouco da Casa e fui muito bem recebida. Estou procurando ser uma deputada estadual da melhor forma possível, ouvindo as pessoas, perto do público que me elegeu.

MF – Antes da senhora ser deputada, quais eram suas atividades?

CD – Eu fui diretora-chefe do ITEP e ultimamente estava assessorando Fábio [Dantas] na parte política.

MF – Como a senhora analisa a administração de Ezequiel nesses primeiros meses na AL?

CD – Eu acho que ele tá no caminho certo, fazendo as mudanças certas e necessárias dentro da Casa.  Acho que ele tem tudo para ser um bom presidente. ,

MF – Em relação aos cem dias de Robinson, como a senhora avalia?

CD – Os 100 primeiros dias enfrentamos com muitas dificuldades. Pegamos um governo com muitas dívidas e com muitos problemas para serem resolvidos. Avalio que as medidas emergenciais estão sendo tomadas e a tendência é que o governador melhore cada vez mais o RN.

MF – Como a senhora avalia a volta do Tenente Styvenson para a Lei Seca?

CD – Muito importante, pois ele estava fazendo um trabalho que reduziu os acidentes no trânsito, por meio de blitz. Ele tem que ser incentivado e dado o devido valor, como o governador fez, além da estrutura adequada de trabalho para ele fazer um bom trabalho.

MF – Qual o recado que a senhora manda para o povo do RN?

CD – O deputado estadual está nessa casa para defender as melhorias para o RN. Independentemente de qual seja a área ou região que ele represente aqui, queremos o melhor para o Estado. Nós queremos a melhoria do Estado.

Leia Mais

Mineiro convoca deputados para audiência sobre retomada de obras da RN 023

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) convocou os demais parlamentares a participarem de audiência pública que vai debater a retomada das obras para conclusão da Estrada da Produção (RN 023), que liga as regiões do Potengi e Seridó, no dia 8 de maio, no município de Lagoa Nova.

“Todos os financiamentos e empréstimos referentes a essa obra foram concedidos e a estrada não foi concluída. Essa obra já passou por vários governos e ficou paralisada durante anos. Hoje temos três ou quatro pontes ao longo do percurso e cerca de 12km de estrada. O Parlamento do Potengi tem feito um trabalho fundamental ao longo dos anos para retomada da obra. E agora precisamos lutar pela retomada dessa obra”, destacou o deputado.

A conclusão da Estrada da Produção (RN 023), cuja extensão é de cerca de 90 km, deve beneficiar pelo menos 20 municípios da região do Seridó e Potengi, potencializando o escoamento de diversos gêneros agrícolas, além de impulsionar o turismo da região da Serra de Santana.

A audiência pública vai contar com a participação de diversos representantes da sociedade civil e de setores do Governo do Estado. Fernando Mineiro ressaltou ainda que a obra está consignada como prioritária dentro do empréstimo de R$ 850 milhões junto Banco do Brasil, solicitado pelo Governo e aprovado pela Assembleia.

Leia Mais

Governador Robinson Faria confirma prorrogação do Progás no RN

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Uma boa notícia para a economia e desenvolvimento do Rio Grande do Norte. O Governador Robinson Faria confirmou nesta quinta-feira (9) a prorrogação do maior incentivo para atrair indústrias ao Rio Grande do Norte: o Progás, Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial pelo Incentivo ao Gás Natural.

O programa teria seu fim no próximo dia 30 de abril, porém um intenso trabalho de negociações e articulações foi desenvolvido entre o Governador Robinson Faria com o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, com a Petrobras, contando com apoio do deputado federal Fábio Faria, da senadora Fátima Bezerra e do Grupo de Trabalho formado pela Companhia Potiguar de Gás (Potigás), representado pelo Diretor-presidente Carlos Alberto Santos, Idema pelo diretor geral Rondinelli Oliveira, Sedec pelo secretário Paulo Roberto Cordeiro, e pela Secretaria de Tributação, com o secretário André Horta, que desde janeiro vinham realizando tratativas junto a Petrobras em um trabalho intenso para mostrar a importância do programa e alertar o que poderia ocasionar caso o fim do incentivo do gás natural com preço subsidiado no RN chegasse ao fim.

Atualmente utilizam o Progás a Vicunha, Guararapes, Três Corações Natal, Sterbom, Rarus, Nortex, Três Corações Mossoró, Multdia, Coteminas SGA, Coteminas MAC, Fortcola, Refimosal, Porcelanatti (Itagrês) e Vittra.

O Progás impacta em 22 mil empregos diretos só no setor têxtil. A possibilidade do programa não continuar no Rio Grande do Norte afetaria diretamente a economia potiguar, com as indústrias que poderiam deixar de produzir produtos, de gerar emprego, renda, divisas para o Estado, em função de um diferencial tão competitivo.

Leia Mais

Frente propõe Plano Metropolitano Integrado de Segurança

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O enfrentamento à violência na capital potiguar e no estado ganhou reforço com a Frente Parlamentar da Defesa Social e Enfrentamento à Violência na Região Metropolitana de Natal, lançada na manhã de hoje (9) no plenário da Câmara Municipal de Natal sob a presidência do vereador cabo Jeoás Nascimento (PCdoB). Na primeira reunião, a Frente debateu sobre a criação de um plano integrado entre os municípios da região metropolitana.

“Vamos debater não apenas com relação ao papel da polícia, mas também de todos os órgãos e instituições que podem contribuir com a segurança pública. A ideia é que cada município trace um diagnóstico e aponte indicadores e estratégias a serem executadas dentro de um plano integrado. Com a Frente, vamos fomentar esse debate e a construção deste plano”, explicou Jeoás. Vereadores e representantes de diversas esferas do Poder Público e da Sociedade Civil organizada participaram das discussões onde foram apresentados índices e o comportamento da violência década a década, segundo estudos do Observatório das Metrópoles, da UFRN.

O secretário de Segurança e Defesa Social do Município, Osório Jácome, declarou que Natal está aberta para dialogar com os outros municípios da região. “É de fundamental importância o Legislativo ter uma Frente para auxiliar no diálogo. Enfrentamento à violência é um trabalho que não pode acontecer dissociado da integração e estamos abertos para debater junto aos outros municípios”. Números apresentados pelo especialista em segurança pública, Ivênio Hermes, apontam uma redução em quase 6% no número de homicídios em 2015, referente ao mesmo período do ano passado. Em 2014 foram 472 assassinatos e neste ano, até o 8, foram registrados 444.

Para o Secretário Adjunto de Segurança do Estado, Caio Bezerra, o esforço que está sendo feito para conter a violência refletirão ainda mais nos índices e o debate em torno de um plano integrado com os municípios ajudará o estado nesse sentido. “Estamos buscando melhor planejamento e policiamento preventivo com maior interação entre os órgãos. Temos o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) e com o Comando de Policiamento Metropolitano acreditamos que poderemos interagir ainda mais com os municípios e obter melhores resultados”, disse o secretário. A Frente Parlamentar da Defesa Social pretende realizar estudos e debates, além de acompanhar as políticas públicas direcionadas às questões da segurança e da violência urbana dentro Região Metropolitana de Natal.

Leia Mais

Gustavo Carvalho solicita ao Governo instalação de novas unidades da Unicat

O deputado Gustavo Carvalho (PROS) solicitou ao Governo do Estado, em sessão plenária nesta quinta-feira (9), a implantação de Unidades Centrais de Agentes Terapêuticos (Unicat) nos municípios de João Câmara e Santa Cruz. De acordo com o parlamentar, a medida irá facilitar o acesso dos beneficiários aos medicamentos.

“As pessoas assistidas pela Unicat precisam se deslocar do interior do estado para a capital para poderem receber os medicamentos à que têm direito. Esse deslocamento gera custos e inconveniências ao beneficiário”, disse Gustavo Carvalho.

Para o parlamentar, a distribuição dos medicamentos deve ser descentralizada por meio da instalação de novas unidades da Unicat em todas as cidades polo do Rio Grande do Norte.

“Estou requerendo ao Governo a implantação de novas unidades em João Câmara e Santa Cruz, visando atender às regiões do Mato Grande e do Trairí. Todavia, acredito que a medida deveria ser ampliada para todas as regiões do Rio Grande do Norte”, declarou Gustavo Carvalho.

O deputado Fernando Mineiro (PT), líder do Governo na Casa Legislativa, sugeriu a realização de uma audiência com o Secretário Estadual de Saúde, Ricardo Lagreca, para que o assunto seja discutido.

“Vamos agendar uma conversa com o secretário de saúde para discutirmos essa valiosa sugestão e encontrarmos a melhor forma de distribuição desses medicamentos”, afirmou Mineiro.

Em aparte, a deputada Márcia Maia (PSB) e Souza Neto (PHS) elogiaram a propositura de Gustavo Carvalho e declararam interesse em contribuir com as discussões.

Leia Mais

Serviços da Operação tapa buraco continuam nesta quinta-feira em Natal

Nesta quinta-feira (09), a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), continua com o seu calendário de serviços da Operação tapa buraco nas quatro regiões da cidade. A informação foi confirmada pelo setor de Conservação da secretaria.

Os trabalhos de manutenção de drenagem e colocação e substituição de paralelepípedos serão promovidos nos bairros de Igapó, Potengi, Candelária, Petrópolis, Pajuçara e Lagoa Nova.

De acordo com o secretário Tomaz Pereira Neto, titular da Semov, a Operação tapa-buraco é um dos serviços de maior visibilidade da secretaria. “Esse trabalho diário é fundamental para o melhoramento de ruas e avenidas. Com ele, os nossos técnicos visitam todos os bairros e descobrem a demanda desses locais”, ressaltou.

Leia Mais

Vereadores de Natal aprovam novas regras para transportes coletivos

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O Plenário da Câmara Municipal de Natal aprovou nesta quarta-feira (8) novas regras para o funcionamento dos transportes na cidade. Trata-se da votação das emendas parlamentares ao projeto de lei autorizativa da Licitação do Transporte Público de Natal, que chega ao sétimo dia de discussões. Até o momento foram apreciadas 109 das 224 emendas.

Um acordo de procedimentos entre as bancadas de situação e oposição, que possibilitou o debate acerca de pontos polêmicos para facilitar o entendimento, ofereceu maior celeridade à votação. Dentre as medidas consensuais, está a que estabelece o funcionamento de linhas noturnas entre zero hora e cinco da manhã com frequência mínima de 1 ônibus por hora. As linhas diurnas também terão que seguir os mesmo parâmetro, de acordo com a demanda.

Também ficou definida que a idade máxima da frota nunca poderá ser superior a dez anos, contados da data de expedição do primeiro Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos, e a idade média nunca superior a quatro anos. Esses períodos levam em consideração o contrato, itinerários, números de linhas, cobertura de rede, horário e períodos de operação.

Foi aprovada emenda encaminhada pelo vereador Hugo Manso (PT) que aumenta de 30% para 50% o percentual das multas aplicadas aos veículos do sistema de transportes que deverá ser repassado para o Fundo Municipal do Transporte Coletivo (FMTC). “Essa iniciativa tem o objetivo de garantir mais recursos para investimentos na mobilidade urbana. Por exemplo, instalação de novos abrigos para passageiros, informatização dos procedimentos técnicos e modernização dos ônibus”, explicou.

Leia Mais