“Nossa greve é atípica: não estamos pedindo reajustes, mas direitos” diz Gustavo Elmano

IMG-20150318-WA0017

Diretor jurídico do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do RN, Gustavo Elmano conversou com o blog sobre as pautas da greve no judiciário. “Essa greve é motivada pelos direitos dos servidores que foram conquistados em decisão do Supremo”, explicou.

Márlio Forte – Quais os objetivos dessa greve?

Gustavo Elmano – Essa greve é motivada pelos direitos dos servidores que foram conquistados em decisão do Supremo e não estão sendo assegurados.

MF – Essa paralisação tem relação com os cargos que foram exonerados?

GE – Foram exonerados os cargos comissionados. Ele exonerou 130 e depois nomeou 60. Agora ele dispensou os diretores de secretarias e nós, por meio de liminar, conseguimos que eles voltassem.

MF – Qual a pauta de reivindicação?

GE – Que as medidas sejam revistas. Uma delas é em relação as nossas gratificações, que estão na Assembleia. Instituição da data-base, pois somos um dos únicos que não temos ainda. Queremos também um reajuste salarial, que está defasado. Mas nossa pauta tem haver com as medidas, data-base e a progressão funcional, que devia ter sido concedida desde novembro. Nossa greve é atípica: não estamos pedindo reajustes, mas direitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *