Carlos Augusto quer que governo do Estado realize estudo sobre a situação dos aeroportos

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Depois das discussões sobre as soluções e opções de um melhor aproveitamento para os aeroportos do Rio Grande do Norte, Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, e Augusto Severo, em Parnamirim, na audiência pública, realizada na última sexta-feira (20), na Assembleia Legislativa, o deputado Carlos Augusto Maia (PTdoB), que convocou a audiência, quer que o governo do Estado, elabore um estudo detalhado para apurar a situação dos aeroportos.

Ele entrou com um requerimento na Casa, solicitando que o governador Robinson Faria (PSD) determine às Secretarias de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Infraestrutura, em articulação com Gabinete Civil e demais órgãos e instituições afins, a realização de um estudo que aponte a viabilidade técnica, econômica e legal para novas medidas, em especial quanto ao retorno da operação do terminal de passageiros e cargas para Parnamirim. “Pelo menos, até que se conclua a implementação projeto inicialmente previsto com a Zona de Processamento de Exportações em São Gonçalo, mantidos os contratos de gestão em andamento”, argumenta Carlos Augusto. “A cidade de Parnamirim perdeu muito com o fechamento do Augusto Severo. É justo que se pense em uma compensação para os parnamirinenses”, destaca também.

Na audiência, que foi transmitida por meio de videoconferência na Câmara Municipal de Parnamirim – de maneira inédita – diversos setores da sociedade apresentaram suas propostas e ideias para o aproveitamento da área estratégica do Augusto Severo, assim como discutiram as deficiências do Aluísio Alves, que ainda permanecem: comandantes militares da Base Aérea, a Fecomercio, trade turístico, entre outras entidades e pessoas – que participaram do evento e puderam contribuir com suas opiniões. Entre as sugestões, a criação de um Centro de Convenções e de um Centro Cultural no espaço do aeroporto de Parnamirim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *