Primeira dama fala sobre administração de Carlos Eduardo

IMG-20141211-WA0012[1]

Casada com o homem público nº 1 de Natal, o prefeito Carlos Eduardo, Andréa Ramalho é um bom exemplo de companheira. Sempre engajada em ações da prefeitura, a primeira-dama de Natal conversa com o blog e fala de suas atribuições. “Somos homens e mulheres que caminhamos lado a lado”, assim define seu papel na vida do esposo.

Márlio Forte – Como você está vendo o período natalino na cidade?

Andréa Ramalho – Estou muito feliz por ver que a Prefeitura vem trabalhando, deixando a cidade linda para receber o turista, pra quem mora aqui, tem ouvido muito que a cidade está linda, que as pessoas tem se sentindo bem, vendo sua cidade bem iluminada, cuidada, também para quem são daqui.

MF – Qual o papel de uma primeira dama em uma cidade?

AR – Bem, eu lhe diria meu papel como cidadã, mãe, mulher. Falarei como cidadã, eu acompanho os interesses da cidade, eu acompanho os interesses coletivos, mas sempre como cidadã, dentro das minhas possibilidades. Por exemplo, todos os camelôs que estão aqui hoje foram cadastrados por nós, conversamos. Eu entendo que esse é nosso papel como cidadã. Se pudemos ter acesso e podemos fazer, nós fazemos. Influenciando para que as pessoas tenham um bom serviço público.

MF – Então é verdade que por atrás de um grande homem existe uma grande mulher?

AR – Esse ditado não é verdadeiro. Somos homens e mulheres que caminhamos lado a lado, dividindo valores, crenças. Eu e Carlos Eduardo dividimos amor, e isso ajuda muito, floresce e cresce todo o dia, sendo algo compartilhado.

MF – Você ajuda muito o prefeito?

AR – Eu o ajudo no que eu posso. Ele é um grande mentor, o que ele delega sempre é feito. Quando ele pede ajuda eu sempre estou pronta para ajudá-lo. Essa é a minha função .Em todos os momentos, felizes e tristes eu com ele. Esse é o segredo de uma vida a dois.

2 comentários em “Primeira dama fala sobre administração de Carlos Eduardo

  1. Nata, 1º de junho de 2015
    Senhor Prefeito da Cidade do Natal
    Carlos Eduardo Alves.
    Não cometa um Crime Culposo, mantendo essa situação de uma “direção perigosa”, que já causou duas vítimas fatais.
    Fato corrido no dia 22 de março de 2011, na Av. Bernardo Viera, um acidente em que o motorista dirigia com dupla função, causando a morte de duas pessoas. O motorista em consequência do “traumatismo psicológica” suicidou-se, deixando viúva e filhos órfão de pai.
    Quando se trata de perigo de vida e segurança pública não se pode adiar por mais tempo, sobre pena da responsabilidade diante Deus e da própria Lei Penal.
    Confiante.
    A população usuária do Transporte Coletivo.

  2. Nata, 1 de junho de 2015
    Senhor Prefeito da Cidade do Natal
    Carlos Eduardo Alves.
    Não cometa um Crime Culposo, mantendo essa situação de uma “direção perigosa”, que já causou duas vítimas fatais.
    Fato corrido no dia 22 de março de 2011, na Av. Bernardo Viera, um acidente em que o motorista dirigia com dupla função, causando a morte de duas pessoas. O motorista em consequência do “traumatismo psicológica” suicidou-se, deixando viúva e filhos órfão de pai.
    Quando se trata de perigo de vida e segurança pública não se pode adiar por mais tempo, sobre pena da responsabilidade diante Deus e da própria Lei Penal.
    Confiante.
    A população usuária do Transporte Coletivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *